Quais os primeiros passos para trabalhar com jogos?


O mercado de jogos digitais hoje em dia movimenta mais de 90 bilhões de dólares anualmente, portanto, já se pode considera-lo como um mercado maduro, com opções sólidas de carreira para quem opta por uma profissão no ramo de game design. A única diferença entre o mercado de games e outro considerado mais convencional, é a de que não se consegue tão facilmente informações a respeito do mesmo, considerando que o mercado de jogos digitais ainda é relativamente novo.

Hoje em dia, trabalhar com jogos não é mais uma utopia ou um sonho de criança. É uma realidade bem palpável, com inúmeras posições diferentes de trabalho para se atuar. Por isso, aqui você encontrará informações a respeito do perfil de quem trabalha com jogos, quais as áreas e as formas de trabalho dentro desse mercado, e como você poderá iniciar seus estudos e percurso profissional dentro delas.

Trabalhando em empresa

O perfil varia de acordo com a empresa. As empresas pequenas, como é a maioria no Brasil, buscam profissionais que possam colaborar em diversos setores, já em grandes empresas, busca-se a especialização. De qualquer forma, é necessário ter uma noção de todo o processo, pois sua área será influenciada por outras, na criação de qualquer jogo.

Trabalhando por conta própria

O freelancer trabalha executando partes de um projeto por demanda, pode ser um produtor, ou desenvolvedor independente, que executa todo o processo de um jogo, ou que ainda contrata freelancers, para realizar cada uma de suas partes.

As carreiras no mercado de games

As carreiras mais procuradas no desenvolvimento de jogos são as de programador e de artista gráfico. No entanto, existem outras funções atribuídas a outros tipos de profissional, como as que serão abordadas aqui, ainda que possam existir algumas outras.

Programador

Desenvolve os códigos do jogo. Ele implementa a física e a mecânica dos jogos, e deve ter formação em programação, seja pelo curso de Ciência da Computação ou por outros cursos de linguagens como C, C++ e Java, entre outras.

Artista Gráfico é o responsável pelo desenho dos personagens, objetos e cenas, por exemplo.

Artista Gráfico é o responsável pelo desenho dos personagens, objetos e cenas, por exemplo.

Artista Gráfico

Ele é responsável, como seu nome diz, pela parte gráfica do jogo, incluindo estilos, elementos, cores e etc. Ele vai definir a estética do jogo, e como traduzir visualmente sua história, ou seus detalhes, como uma fase ou um personagem, por exemplo.

Game Designer

O designer de games cuida do design do jogo, do gameplay, ou forma de se jogar, da ambientação, dos personagens e da trama do jogo. É a partir da visão dele que se estrutura toda a arte e programação, por isso, é também desejável que ele tenha algum conhecimento nessas outras áreas.

Roteirista

Essa área não é específica do desenvolvimento de jogos, já que ainda não existe uma formação específica para ela. Mas o roteirista de games deve escrever pensando na interatividade, então precisa ter algum conhecimento do ramo. No Brasil, é um profissional escasso, portanto o salário tende a ser maior.

Designer de Áudio

Este profissional não apenas pode ser o responsável pela trilha sonora de um jogo, mas vai trabalhar principalmente, e efetivamente, na criação e manipulação dos elementos sonoros de um jogo, incluindo seus efeitos.

Testador de jogos

O game tester vai atuar somente quando há de fato algo a se jogar, e se torna necessário testar o trabalho feito até ali. Ele vai avaliar se existem erros ou bugs no jogo, ou mesmo se a jogabilidade é sólida, e relatar suas experiências para a equipe.

Mercados de atuação

Não é somente de jogos para PC ou consoles que vive o designer de games. Um dos mercados mais promissores na atualidade é aquele voltado para jogos de dispositivos móveis, como os smartphones e tablets. Mais deslocado do ramo do entretenimento, estão os jogos educativos, além dos que possuem finalidades sociais, publicitárias, entre outras.

Jogos para PC

Os jogos para PC são dos mais vendidos e dos mais fabricados por grandes empresas, mas elas não estão sozinhas neste mercado, pois atualmente, é muito mais fácil para uma pessoa ou um pequeno grupo, com pouquíssimos recursos, criar e distribuir jogos para essa plataforma, que possui um grande número de usuários em potencial, já que a maioria das residências e escritórios possuem um PC.
Existem inúmeros bons motores, ou engines de jogo gratuitos ou por um pequeno valor, que podem ajudar um desenvolvedor iniciante a criar um jogo, sem a necessidade de muito dinheiro, ou de pessoas trabalhando no jogo. Além disso, as lojas virtuais são uma forma sem grandes complicações de distribuir, divulgar e vender o produto final.

Jogos para console

Os videogames são outro imenso mercado, explorado principalmente pelas grandes empresas, já que o desenvolvimento de jogos para consoles não é tão descomplicado quanto para os computadores. Isso porque desenvolver um jogo para um console requer a compra de um kit de aplicativos do fabricante desse console.
Com o jogo pronto, você precisa do aval do fabricante, e se você quer distribuir seu jogo para mais de um console diferente, você terá que comprar o kit de cada um deles e adaptar seu jogo para eles, lembrando que esses kits não são baratos.
Portanto, geralmente quem desenvolve jogos para consoles são grandes empresas, que possuem capital inicial para investir, e pessoal capacitado para realizar o trabalho.

Jogos para dispositivos móveis

Clash of Clans é um dos mais famosos games para celular.

Clash of Clans é um dos mais famosos games para celular.

Jogos para celulares e tablets são hoje em dia um enorme mercado, graças principalmente a lojas virtuais como as da Apple e Google, que tornaram uma tarefa fácil a publicação e venda de jogos, instantaneamente baixados e jogados no aparelho do comprador.
Um celular é portátil, e as pessoas o utilizam em outras tarefas do dia a dia, até mesmo para trabalho, um item que é hoje inseparável da grande maioria das pessoas. Isso torna os smartphones, principalmente, um alvo para o desenvolvimento de jogos, tanto para desenvolvedores independentes quanto para pequenas, médias e grandes empresas do ramo.

Jogos publicitários

Os advertising games ou advergames, como são também conhecidos, são na verdade uma estratégia de marketing que se utiliza do desenvolvimento de jogos para ser realizada. Neles, a divulgação de produtos, serviços ou marcas, acontece dentro do ambiente de jogo. Esse tipo de estratégia é geralmente utilizado por agências de propaganda ou marketing, que utiliza um estúdio de design de games para realizá-la.

Outros mercados

Existem inúmeros outros mercados de atuação para o profissional do desenvolvimento de jogos, além desses apresentados, e a escolha vai depender do que o designer de games quer para a própria carreira e também das ofertas de emprego ou trabalho disponíveis, tanto no local específico quanto com relação a especialização do profissional.
Existem até mesmo espaço na medicina, como em simulações médicas, para treinamento ou aprendizado na operação de equipamentos, e também no mundo dos negócios, para simulações, entre outros.

Cursos e empresas de desenvolvimento de jogos no Brasil

Se você já se decidiu a respeito da posição que prefere atuar no mercado de games, agora só falta saber onde você poderá estudar para obter uma formação, e depois onde você poderá conseguir um trabalho formal. Você pode começar com o Curso de Game Design do Universo Profissional. Se você pensa em seguir para uma faculdade, também já existem várias opções no Brasil

Cursos de desenvolvimento de jogos

  • Instituto Infnet – Rio de Janeiro, RJ
  • Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas – São Paulo, SP
  • Melies Escola de Cinema, 3D e Animação – São Paulo, SP
  • Universidade Cruzeiro do Sul – São Paulo, SP
  • Centro Universitário do Distrito Federal – Brasília, DF
  • Faculdades Integradas Espírito Santenses – Vitória, ES
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – Minas Gerais, MG
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná – Curitiba, PR
  • Faculdades Integradas Barros Melo – Olinda, PE
  • Centro Universitário Estácio do Ceará – Fortaleza, CE

Algumas empresas de desenvolvimento de jogos no Rio de Janeiro:

Esses são só alguns exemplos, existem muitas outras empresas de games no Brasil e a cada dia novos são abertas. O crescimento do mercado de games do Brasil não para, já somos o 12º maior mercado de jogos no mundo. Para ver outras empresas dê uma olha no site da Abragames.org e confira também esse mapa interativo criado pelo excelente blog “Produção de Jogos”

O que falta para você ser um designer de games e trabalhar com jogos?

Então, e agora que você já sabe mais a respeito de como o mercado de jogos funciona, suas áreas de atuação e os locais onde você pode estudar ou conseguir uma posição de trabalho, o que realmente falta para você encarar essa aventura e rumar para o desenvolvimento de jogos? Conte para a gente nos comentários abaixo o que falta, ou como você vai iniciar a sua carreira.

Faça uma aula gratuita do curso de Game Design

Compartilhe:
//]]>